Notícias e Eventos Blue Solutions

Atualizações sobre produtos, Informações Técnicas, Dicas para Ambientes de TI, Virtualização, NOC, Operações de TI, Serviços de Segurança, Serviços Gerenciados, Recuperação de Desastres, Continuidade de Negócios e notícias da Blue Solutions.

Deploy no vCenter Server Appliance 5.5

Nenhum comentário
        O VMware vCenter Server Appliance (VCSA) consiste em uma máquina virtual SUSE Linux Enterprise Server 11 pré-empacotada de 64 bits que hospeda uma instância do VMware vCenter Server. Como não depende de um SO baseado em Windows, o cliente pode eliminar os custos de licenciamento normalmente associados à execução do VMware vCenter Server.
O VMware VCSA é distribuído como um arquivo .vmx compactado em um .ovf com discos dispersos que reduzem o tamanho geral do dispositivo para apenas 3,6 GB. A implantação do arquivo .ovf é simples.
Geralmente, ela demora apenas 5 minutos. Depois de implantado, o VMware VCSA é executado como qualquer outra máquina virtual no ambiente.
A interface do usuário baseada na Web é uma maneira conveniente de configurar todos os aspectos de uma instância do VMware VCSA, incluindo:
• Serviços: oferece uma forma de configurar serviços, como syslog, netdump, AutoDeploy e o vSphere Web Client.
• Autenticação: permite a configuração de serviços de autenticação por meio do Microsoft Active Directory ou NIS.
• Rede: a definição das configurações da rede Ipv4, incluindo patches, pode ser realizada.
• Sistema: aspectos, como fuso horário, podem ser configurados.
• Upgrades: consistem simplesmente na implantação de um novo VMware vCenter Server Appliance.
Com base nesses recursos ele deve substituir ou tornar-se equivalente ao servidor vCenter instalado em um servidor com o Sistema Operaçional Windows.
O VMware VCSA possui algumas limitações com relação vCenter instalado em um servidor com Windows, tais como:
       VMware vCenter Server Heartbeat (O VMware vCenter Server Heartbeat é um produto de software que protege o vCenter Server contra paralisações (devido a eventos externos e falhas em aplicativos, sistemas operacionais, hardware e rede), porem a VMware deixou de comercializar o vCenter Server Heartbeat no dia 02 de Junho de 2014.
Assim a prática recomendada pela VMware é fazer a implantação do vCenter Server em uma máquina virtual e utilizar o vSphere High Availability para oferecer o recurso de alta disponibilidade. Contudo, os clientes ainda podem manter a alta disponibilidade e fazer backup de bancos de dados do vCenter Server, implantados fisicamente, por meio do uso de software ou sistemas de backup físicos oferecidos por Terceiros.
Também apenas o Banco de Dados Oracle é suportado com Banco de Dados Externo.
     O VMware vCenter Server Appliance requer um banco de dados para armazenar todas as suas informações exigidas. O VMware VCSA vem em seu pacote um banco de dados incorporado, que suporta até 500 hosts e 5 mil máquinas virtuais na versão 5.5. Ao implantar o VMware VCSA em ambientes maiores, caso necessite ele suporta a conexão a um banco de dados externo do Oracle.
O VCSA também não possui suporte a LinkdMode
E possui mais algumas configurações clique aqui para saber mais sobre as Diferenças entre o VCSA e o vCenter Instalado no Windows.


Deploy do vCenter Server Appliance 5.5

Efetue o Download da OVF Teamplate através do Site da VMware.
https://my.vmware.com/web/vmware/details?downloadGroup=VC55U1&productId=353
Em seguida com o OVF no computador cliente, conecte no host ESXI com o vsphere Cliente, clique em arquivo, deploy ovf teamplate, selecione o OVF que foi baixado do site da VMware e conclua.
Concluído o Deploy OVF basta ligar a VM.
Iniciando a configuração do vCenter Server Appliance.
1. Após a VM do vCenter ser iniciada se a rede possuir DHCP o mesmo já irá iniciar com um IP atribuído, assim basta abrir o Browser e acessa, http://0.0.0.0:5480 (0.0.0.0 é o IP atribuído)
2. Na tela de login deverá informar o usuário e senha default sendo, usuário: root e senha: vmware
3. Na tela VMware vCenter Server End User License clique em Accept EULA. 
 

4. A primeira tarefa de configuração real que iremos realizar é configurar o banco de dados para ser usado pelo servidor VCSA. As opções para o banco de dados inclui um banco de dados incorporado local ou você pode selecionar e configurar VCSA para utilizar bancos de dados remotos, como Oracle.

   No nosso caso utilizaremos o banco de dados embarcado, clicando na tela do banco de dados na guia vCenter Server.
   Vamos ter certeza de que o banco de dados embedded é selecionado para o tipo de banco de dados, em seguida, clique em Salvar configurações.

 Após termos carregado o nosso esquema de banco de dados para embedded, você deve ver que a operação foi bem sucedida. 
5. Após a conclusão da configuração do banco de dados, vá para a tela de status na guia vCenter Server. E inicie os serviços vCenter, como se trata da primeira vez que inicializa, o processo pode demorar até 5 minutos.
 

Uma vez que os serviços são iniciados vCenter, mais uma vez, aparecerá a mensagem "Operação foi bem sucedida", o status do serviço estará "Running".
Neste ponto, você já poderá utilizar o VCSA para gerenciamento vSphere (ou seja, você já pode conectá-lo com o vSphere client, adicionar servidores ESXi, etc), no entanto, é rocomendado efetuar outras configurações opcionais.
6. Uma das primeiras configuraçoes opcionais é mudar o endereço IP, que por default esta como DHCP e alterar para estatico. Para fazer isso, vá para a aba de rede e clique na tela do endereço.
Nesta aba é onde iremos endereço IPv4 de dinâmico para estático e preencher todas as informações de configuração de endereço IP tradicional - IP, máscara de sub-rede e gateway padrão.


7. Finalmente, uma vez que tudo está configurado, clique em Salvar configurações para aplicar as alterações.
Note que você estava conectando através do IP dinâmico usando o seu navegador web e agora você mudou o IP. Isso significa que, em sua URL do navegador web, você terá que alterar o IP (e alterá-lo no DNS caso tenha configurado uma entrada de DNS).

8. O último dos opcionais (mas as melhores práticas) de configuração que você necessita saber é que a VCSA pode servir como um servidor syslog para ESXi, oferece capacidade coredump para os anfitriões, que serve como um servidor para o novo vSphere web-do cliente, e que pode ser utilizado para autodeploy bem. Todas estas coisas são configurados na guia Serviços, como você pode ver na proxima figura.
 Em resumo, o novo vSphere 5 VCSA  na minha opinião será o futuro do gerenciamento centralizado vSphere. Acredito que a versão Windows do vCenter será descontinuada muito em breve e esta será a unica opção de gerenciamento. Assim, agora é a hora de começar a aprender sobre VCSA e tentar usá-lo.
              Depois de tudo concluido abrir navegador e faça login no vCenter Server Appliance adicionando porta 9443 depois de FQDN ou endereço IP.
         Fornecer senha para administrator@vsphere.local, pronto você está logar no servidor vCenter Server Appliance.


Artigo criado por: Alex Santos - Analista de Suporte (Blue Solutions).



Nenhum comentário :

Postar um comentário