Notícias e Eventos Blue Solutions

Atualizações sobre produtos, Informações Técnicas, Dicas para Ambientes de TI, Virtualização, NOC, Operações de TI, Serviços de Segurança, Serviços Gerenciados, Recuperação de Desastres, Continuidade de Negócios e notícias da Blue Solutions.

Business Intelligence em Radiologia: Ferramentas de Visualização de Dados

Nenhum comentário



Neste segundo artigo (leia o primeiro artigo aqui) sobre Business Analytics abordaremos algumas formas e ferramentas de visualização de dados utilizadas em sistemas de BI. Uma boa aplicação deve permitir ao usuário final rápida e clara identificação de padrões, status e alertas sem a necessidade de muitos cliques ou elaboração de planilhas e gráficos. Isso livra tempo para se analisar tendências e adotar estratégias de correção caso necessário (você poderia prontamente identificar um aumento no número de atrasos em determinado setor ou sala e logo agir para corrigir, antes que as queixas dos pacientes comecem a chegar, por exemplo). Por isso é importante que o software de analytics tenha boas views (como chamamos as telas ou páginas), cada uma com recursos visuais eficientes, rápidos e interativos, pois esse será o ambiente de trabalho e consulta dos usuários.

Dashboards (painéis de controle): ajudam as organizações a monitorar e administrar performances, medindo o progresso em relação a metas estabelecidas. A analogia é um painel de carro, ou cockpit de avião. Ponteiros, gráficos e sinalizadores que permitem uma fotografia (snapshot) do que está acontecendo naquele momento na empresa, setor ou clínica. É uma ferramenta tática, usada para obtenção imediata (at a glance) de insights e cenários. Você “bate o olho” num gráfico e percebe uma queda dos agendamentos nos horários noturnos, por exemplo. Por isso a importância de serem simples (não causar distração), focados em apresentar o dado de maneira que facilite a percepção visual.

Indicadores (icons): elementos gráficos que dão dicas sobre a performance. Um exemplo clássico são os ícones verde, amarelo e vermelho (traffic light).

Relatórios (reports): apresentação de dados brutos de maneira formatada e organizada visualmente, em forma de imagens estáticas ou planilhas interativas (permitindo filtrar, ordenar, selecionar e agrupar).

Alertas: são customizados para sinalizar e alertar de forma ativa determinado usuário ou grupo caso algum indicador atinja um valor definido. Podemos utilizar esse recurso para monitorar SLAs, indicadores críticos ou de segurança (reações adversas por exemplo).

Scorecards: visualização das metas e alinhamento estratégico da organização ou departamento, geralmente em forma de relatórios, com a utilização de ícones e outros indicadores de performance. Diferente dos dashboards, que representam a performance do momento, os scorecards representam o progresso longitudinal rumo a uma determinada meta ou objetivo. É onde, por exemplo, você vai definir que quer reduzir o uso de contraste em 20% em um semestre. Assim, por meio dos dashboards elaborados especificamente em função dessa meta em uma view (aba) “Uso de contraste” no seu BI, você poderá monitorar o progresso deste objetivo estabelecido no Scorecard da modalidade “Tomografia”. A constante revisão das metas nos scorecards associada à monitorização ativa da performance através dos dashboards, icons e reports vai permitir a escalada dos seus processos e ajudar no crescimento da empresa.

Artigo original por Thiago Júlio, MD, publicado no Jornal da Imagem

Nenhum comentário :

Postar um comentário